K-NEWS | Co-CEO da SM Entertainment fala sobre os planos da empresa para 2020 e o fim de 2019

Siga e Compartilhe:

Poucos meses atrás, um dos principais acionistas da SM Entertainment, KB Asset Management, enviou uma carta à agência de entretenimento solicitando algumas alterações em suas políticas de retorno aos acionistas e modelos de negócios.

A SM Entertainment respondeu rejeitando alguns dos pedidos e colocando outros em consideração. Desde então, outros acionistas, como a Korea Investment Management e a Mirae Asset Global Investments, juntaram-se à KB Asset Management para pressionar a SM Entertainment.

O co-CEO da SM Entertainment, Kim Young Min, recentemente deu uma entrevista ao The Korea Economic Daily sobre a disputa da SM Entertainment com seus acionistas, bem como os planos da agência para 2020 e o resto de 2019.

Kim Young Min reafirmou a decisão da SM de não se unir à empresa pessoal de Lee Soo Man, Like Planning, e disse que, embora parecesse que a SM estava pagando muito dinheiro ao Like Planning, eram apenas de cinco a oito por cento dos custos de produção da SM. Ele também afirmou que a SM Entertainment conseguiu obter bons resultados globalmente devido ao contrato com a Like Planning.

“Produzir não se limita apenas à música. Lee [Soo Man] é um pioneiro que realizou sua visão de uma agência de entretenimento que está no centro da atual indústria de ídolos. Ele escolhe as músicas, busca novos talentos e participa de áreas como coreografia, estilo e até como os ídolos cumprimentam os fãs no palco. ” disse Kim Young Min.

Kim Young Min também foi questionado sobre empresas afiliadas que estavam perdendo dinheiro, incluindo restaurante, resort e vinícola. Ele respondeu:

“A indústria cultural, a indústria de alimentos e bebidas, a indústria de viagens e a indústria do turismo trabalham juntas em sinergia. Dito isto, não podemos continuar acumulando perdas nos negócios. Criamos um plano de melhoria para reviver a franquia de restaurantes e estamos integrando os vários negócios de estilo de vida aos quais estamos afiliados em uma empresa. Estamos tomando medidas específicas para evitar mais perdas. Se não conseguirmos atingir nossas metas até o final do próximo ano, e determinar que o reavivamento não é possível, faremos o que precisamos. “

READ  FILMES | Michael Giacchino pode compor trilha sonora de Homem-Aranha 3

O repórter do Korea Economic Daily observou que os resultados da SM no segundo trimestre não foram muito bons e perguntou sobre os planos da agência para o final deste ano e o próximo ano. Kim Young Min respondeu:

“Os projetos de nossa empresa estão concentrados principalmente no segundo semestre deste ano. No primeiro semestre deste ano, vendemos cerca de 1,27 milhão de álbuns, mas superamos esse número somente em julho e agosto. Quando EXO, NCT e Red Velvet lançarem seus álbuns de estúdio no segundo semestre deste ano, não haverá problemas em ver um aumento nas vendas anuais de álbuns. Também planejamos lançar um novo boy group e uma nova girl group no próximo ano. ”

Kim Young Min também mencionou brevemente as tensões políticas entre o Japão e a Coréia e disse:

“Nossas vendas no Japão representam cerca de 15 a 20% do total. A maior parte disso é de shows, e não planejamos mudar nenhum dos nossos planos de shows que já fizemos para este ano. Ninguém falou sobre cancelá-los ainda. Mas se as relações entre o Japão e a Coréia continuarem piorando, é possível que sejamos afetados negativamente. ”

Autor do Post:

Ludmilla Maia

Estudante da U.A, protegida da Annalise Keating, cantora amadora dos New Directions, sobrevivente da ilha de Lost, parça do Bojack, e uma Amazona perdida que ouve KPOP e assiste muito drama asiático.

Rate article