3T INDICA | 5 motivos para assistir Outlander

Siga e Compartilhe:

Outlander é uma série do canal Starz que estreou em 2014, adaptada da série de livros homônima da autora Diana Gabaldon, que conta as aventuras de Claire (Caitriona Balfe), uma enfermeira inglesa da Segunda Guerra Mundial, durante sua viagem acidental no tempo. Você pode conferir a resenha do primeiro livro aqui.

A série é muito complexa, cheia de romance, ação e história, tão completa que é impossível não se apaixonar já no primeiro episódio.

1. Os protagonistas

Logo que viaja no tempo, Claire (Caitriona Balfe) conhece Jamie (Sam Heughan), o escocês alto, forte, ruivo e simplesmente encantador. Todas as reviravoltas da primeira temporada mostram o quão forte é a ligação entre eles e que pensar neles separados é errado. Eles, definitivamente, foram feitos um para o outro. A química entre os atores é inquestionável, cada sorriso, cada olhar, é como se a eletricidade entre eles fosse visível.

2. Paisagens de tirar o fôlego

Na primeira temporada, temos o interior da Escócia, castelos do século XVIII, casas tradicionais highlanders. As “Terras Altas” escocesas são um verdadeiro cenário dos sonhos que com certeza deveria entrar no roteiro de viagem de qualquer pessoa que pretende realizar um mochilão pela Europa.

Já na segunda temporada, além das highlands escocesas, temos a França do século XVIII, com todo seu charme durante o reinado de Luís VX (Luís, o Bem-Amado). O Palácio de Versailles e seu famoso jardim são cenário de muitos eventos, inclusive os famosos bailes do Rei.

READ  SÉRIES | Raio Negro fará parte do crossover das séries do Arrowverso

3. História de opressão e resistência

A guerra dos clãs escoceses contra a coroa inglesa, conhecida como Rebelião Jacobita (1688 a 1746), foi um capítulo triste na história da Escócia, onde os clãs lutaram pelo direito de sobreviver, reconquistar o que lhes era de direito e colocar um rei escocês e católico de volta ao trono. A última rebelião conduzida pelo príncipe escocês Charles Edward Stuart, terminou na Batalha de Culloden em 1746 e acabou com qualquer esperança realística de uma restauração da família Stuart no trono e decretou o fim dos clãs nas highlands, do seu modo de vida e parte da sua cultura.

A série incorpora esses fatos históricos, inclusive os personagens reais na trama e faz com que os protagonistas interajam e tenham papel importante na guerra.

4. Os personagens secundários

As histórias pessoais dos personagens secundários são tão complexas e tão importantes, que os tornam quase tão protagonistas quanto o casal principal. Isso acaba fazendo com que a série seja tão entrelaçada que seria impossível tentar tirar qualquer um deles da equação durante a adaptação. O elenco é composto por atores muitíssimos competentes que fazem muita série grande ficar pra trás no quesito emoção.

5. A fotografia

Impossível assistir Outlader e não ficar encantado com a fotografia perfeita da série. Percebe-se que enquanto Claire está no passado na Escócia, tudo é mais colorido e claro, contrastando com o presente de Claire, em 1945, quando as cores são mais lavadas e tudo parece mais cinza. Seria porque Claire era infeliz no século XX? Quem sabe.

As cenas de batalha, especialmente durante a segunda temporada da série, são espetaculares e muito bem coreografadas.

Motivo bônus: tem na Netflix!

A série chega para a sua 5ª temporada em 16 de fevereiro de 2020 e será baseada no 5º livro da série de Diana Gabaldon intitulado “A Cruz de Fogo”. No Brasil, a série é transmitida no canal Fox Premium e as três primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix.

READ  K-NEWS | Joo Sang Wook, Kim Bo Ra e Lee Tae Hwan estrelarão a nova comédia romântica ‘Touch’

Autor do Post:

Jessica Rodrigues

administrator

Darkzera do cerrado tocantinense, engenheira florestal, ilustradora botânica e médica de plantinhas; apaixonada por terror e romances boiolinhas, às vezes podcaster e, definitivamente, louca das plantas e dos gatos.

    Rate article