“O Homem de Giz” e a queda dos anjos

Siga e Compartilhe:

Um livro que realmente amei ler e fico triste por ter demorado tanto a adquiri-lo. Assim posso começar falando de “O Homem de Giz”, da C.J. Tudor.

Com um desenvolvimento calmo e sem pressa, a história se passa no presente (2016), com o protagonista tendo 42 anos, e no passado (1986), quando Eddie tinha 12 anos.

Principal motivo que eu gostei do livro: não consegui prever os acontecimentos ou quem era o responsável por tudo que estava acontecendo. Além de parte da personalidade de Ed ser facilmente identificável: as lamentações e arrependimentos com as ações não tomadas.

O suspense ao mesmo tempo que é profundo, ele é simples. Quem gosta de livros de mistério sempre fica pensando em 1001 possibilidades para cada acontecimento, quando tudo pode ser mais simples do que aparenta.

“O Homem de Giz” é super interessante. Me prendeu do início ao fim. Não tem um ápice em si, mas me manteve girando rapidamente as páginas para ter todos os mistérios da história revelados.

Autor do Post:

Henrique Schmidt

O louco dos livros, filmes, séries e animes. Talvez geek, talvez nerd, talvez preguiçoso, mas com certeza jornalista

READ  K-NEWS | Lee Jong Suk está negociando o seu primeiro drama após o alistamento
Rate article