3T INDICA | The Politician, o House of Cards com adolescentes

Siga e Compartilhe:

Política sempre é um assunto que gera muitas discussões, a polarização é a principal razão de todas as discussões. Mas afinal o que significa a política? O jogo de poderes e interesses que rege a sociedade humana? Ou apenas uma disputa por popularidade? Bem eu esse texto não vai tentar explicar de uma maneira simples, porque esse é um assunto muito complexo, mas vou te indicar uma série que vai fazer você entender um pouco melhor.

A série acompanha a vida de Payton, um jovem estudante de um colégio de classe média/alta que sonha em se tornar um dia o presidente dos Estados Unidos. Mas para isso tem que viver uma vida cheia de planejamentos impecáveis, para poder contar uma história de trajetórias. Isso se mostra uma estratégia falha, já que a vida acontece independente de como a planejamos. E talvez essa seja a grande lição a se aprender com essa série, mas já voltamos para esse assunto.

Dentro de todo esse planejamento, se destaca uma eleição em específico. A presidência do seu grêmio estudantil. Mas não entenda mal, o cargo não tem nenhuma expressividade, mas é seu pontapé inicial na vida política, por isso tem tanta importância.

Payton leva essa eleição muito a sério por ser uma das suas portas de entrada para uma boa universidade, além de ser sua auto-afirmacão, o jovem sempre se sentiu insuficiente por ser adotado, por não se achar merecedor de viver a vida que tem e por imaginar que merece mais. De certa forma esses são sentimentos ruins, mas que o empurram pra frente diante de seus objetivos e dificuldades.

O elenco de apoio também muito bom. Suas sub-tramas compõem a trama principal, mas poderiam muito bem ter sua própria série derivada, já que são muito inventivas e interessantes.

READ  DC | Produtos de The Batman chegam ao Brasil pela Sunny Brinquedos

Tudo é muito potencializado nessa série, seja o término de um namoro, ou uma peça de teatro no colégio. Da pra se aprender bastante sobre o jogo político com cada episódio. Sobre as decisões de um presidente por exemplo que não dependem apenas dele, e o quão arrogante pode ser um presidente que imagine isso (sem referência a personagens da vida real).

A representatividade nessa série não é muito bem abordada, já que a maioria é composta por jovens brancos de classe média/alta, com exceção de uma personagem negra homossexual, mas toda a sua representatividade não é levada em consideração, e de certa forma é até ironizada.

Mas muito mais do que entender sobre política e auto-afirmacão, essa série vai te ensinar que as vezes vale a pena se reinventar e buscar novos objetivos. Isso não te torna um fracassado, porque a capacidade de se redefinir e buscar novos sonhos. Pode te mostrar o caminho certo para seguir aquele sonho antigo.

Autor do Post:

Gladimir Carvalho

https://www.instagram.com/naosouvlad/

Um lufano, que jamais abandonaria os amigos, como Samwise Gamgee não abandonou Frodo. Cinefilo quando dá. Aprendiz de Otaku, que sempre antes de tomar uma decisão importante, se pergunta: O que o Naruto faria no meu lugar? Podcast: @adultojovem

    Rate article