CRÍTICA | “Replay” pode ser seu ‘comfort drama’

Siga e Compartilhe:

E se Malhação e RBD tivessem um filho? O nome dele seria “Replay: The Moment When It Starts Again“.

O webdrama que estreou no finalzinho de janeiro e acabou na última semana de fevereiro é bem curtinho e uma ótima pedida pra quem não tem muita paciência pra acompanhar longas produções. Cada um dos seus 10 episódios teve 10 a 15 minutos de duração, quase como se fosse um filme caso você escolha ver todos de uma vez só.

“Replay: The Moment When It Starts Again” conta no elenco com Mi Yeon da girl group (G)I-dle, marcando sua estreia como atriz, Hwi Young do boy group SF9, Kim Min Chul, Choi Ji Su e Marco. 

Como é um webdrama, não se assuste com o fato de que não há outros personagens além dos demais atores que já citei. Há uma participação ou outra de alguns papéis extras, porém o foco é exatamente nesses 5, até porque a história é bem direta e curta. Não há um tempo suficiente para explorar mais que duas histórias, além da volta no tempo que é o motivo pelo qual o dorama ganhou esse nome.

“Replay” se passa no presente quando os protagonistas já são jovens adultos e estão na faculdade, porém alguns acontecimentos fazem com que eles se relembrem de momentos de sua adolescência, mais precisamente quando formaram uma banda juntos. A dinâmica do webdrama funciona basicamente assim, oscilando entre presente e passado e indagando ao espectador: você faria diferente se tivesse uma segunda chance?

O destino dá de presente ao casal principal a oportunidade que foi tirada deles, graças a imaturidade da juventude. Como disse, a história é bem rápida, mas é o suficiente pra você ficar suspirando de amores pelos personagens e até mesmo caindo na gargalhada com os secundários. 

READ  FILMES | Francis Ford Coppola fala sobre nova versão de ‘O Poderoso Chefão: Parte III’

A vibe da história é bem similar com a novela brasileira Malhação (exceto pela profundidade das últimas edições). É bem adolescente, um tanto quanto bobinho e extremamente gostosinho de assistir para matar o tempo.

Apesar de notar o nervosismo e amadorismo na atuação de principiante de Miyeon, a idol tem capacidade de se destacar em produções futuras com seu rosto angelical e seu olhar romântico, caso se empenhar e aprimorar sua atuação. Os demais atores contribuíram perfeitamente para com a trama, sendo pontuais e oferecendo aquilo que foi demandado.

A trilha sonora é um dos pontos mais positivos do drama. A música de abertura não sai da sua cabeça (não adianta, você vai ficar com ela por dias, cantarolando por aí), a música animada eleva seu humor e as músicas românticas vão estar presente nas suas futuras playlists. Também não é de se surpreender, Pentagon, Kihyun (do grupo MONSTA X), e a própria Miyeon fazem parte da trilha sonora original do drama. Você pode conferir a playlist aqui.

Apesar de deixar nós dorameiras frustradas com o truque de câmera na hora do beijo, “Replay: The Moment When It Starts Again” é um bom passatempo caso você queira sair da sua “ressaca de dramas” ou apenas passar um tempo. Não é a melhor história que você vai ver, nem a pior, mas garanto que é possível se divertir ao longo dos episódios.

“Replay: The Moment When It Starts Again” está disponível no VIKI e também no DramaFanSubs.

Nota: 3,3/5

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

READ  STREAMINGS | Kaspersky comenta sobre os vazamentos da Twitch

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Rate article