CRÍTICA | “Double Patty”, um filme sobre diferentes tipos de superação

Siga e Compartilhe:

No inicio do ano, mais precisamente em fevereiro de 2021, “Double Patty” estreou nos cinemas coreanos marcando a estreia de Irene nas telonas e também do diretor Paek Seung-Hwan, com seu segundo trabalho.

O filme é dirigido e escrito por Paek Seung-Hwan e estrelado por Shin Seung-Ho e Irene, da girl group Red Velvet.  O drama conta a história de dois jovens com realidades e sonhos diferentes mas que acabam tendo seus caminhos entrelaçados.

Irene é Hyun-Ji, uma estudante aspirante a âncora que cresceu somente com seu pai e agora vive sozinha, lidando com seus objetivos e responsabilidades de uma forma bem solitária. Shin Seung-Ho é Woo-Ram, um jovem promissor lutador de luta-livre que após passar por uma tragédia tem sua vida estagnada.

O drama de um pouco mais de 1h40min de duração explora como ambos, ainda que diferentes, se encontram em suas similaridades. Solitários e presos por algo que não permita que os evolua, eles acabam encontrando um  no outro aquele empurrãozinho que faltava para dar uma guinada na vida.

Fica claro que o filme foca mais na vida do protagonista masculino do que na feminina. É nele que as dificuldades de sua vida são mais exploradas, como seu caminho se distancia do seu objetivo, dos perigos, perdas que sofre e até mesmo o seu universo no mundo do esporte. E por consequência, conseguimos captar mais a essência e o desempenho do ator do que da atriz. É o Woo-Ram que obtém um desenvolvimento melhor e um arco mais sólido, ao contrário de sua parceira Hyun-Ji, que acaba tendo um desempenho raso demais pra profundidade que a história estava propondo ter.

Ainda assim, mesmo limitada, Irene se saiu bem com seu papel de estreia nas telonas. Para alguém que não teve muita experiência anterior, a idol conseguiu provar seu valor e mostrar o potencial que tem.  

READ  CRÍTICA | ‘Chocolate’ provoca emoções intensas e reflexões sobre a vida e a morte

O filme consegue inserir a dosagem certa de drama e administrá-la ao ponto que a história não fica pesada e nem caia no abismo do tédio. Porém, peca em trazer uma ligação mais concreta entre os protagonistas.

Demora muito (muito mesmo) para que eles finalmente conversem e passem interagir diretamente. E quando isso acontece, tudo começa a acontecer rápido demais e o filme se encerra. Acredito que se esse encontro se desse com um pouquinho de antecedência a relação dos dois se tornaria mais crível e o vínculo entre os dois mais forte ao espectador. Forte o suficiente para fazer transformações significantes um na vida do outro. 

Ao fim, “Double Patty” demonstra ser um filme surpreendentemente bom. Ainda que tenha pecado na coisa mais importante do filme, que é a ligação entre os protagonistas, ele consegue demonstrar com clareza o processo de redenção e de superação em suas diferentes formas. Tanto como admitir que há necessidade de pedir ajuda, como na aceitação de que há coisas na vida que não estão sob nosso controle. 

O filme traz uma mensagem bela em uma trama desenvolvida com carinho e leveza. 

“Doube Patty” está disponível para assistir no Magic Drama Fansubs.

Nota: 4/5

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Continue Reading

    Previous: FILMES | “Eternos” ganha primeiro teaser-trailer
    Rate article