CRÍTICA | Locked Down é uma dramédia com pitadas de insanidade e reflexões

Siga e Compartilhe:

O novo filme estrelado por Anne Hathaway e Chiwetel Ejiofo traz em destaque a quarentena de um casal em processo de separação e o caos que habita em suas vidas.

Dirigido por Doug Liman e escrito por Steven Knight, “Locked Down” (Confinamento) aborda a história de Linda (Anne Hathaway) e Paxton (Chiwetel Ejiofor), um casal que está prestes a se divorciar. Entretanto, tudo muda quando a crise do coronavirus explode e eles precisam ficar confinados na mesma casa por tempo indeterminado. 

O filme é ambientado logo no começo da pandemia, então o casal experimenta aquele caos inicial de adaptação ao isolamento e as novas formas de interações sociais. A trama consegue trazer com um certo tom de humor as atividades cotidianas que marcaram 2020 (e estão ainda presentes em 2021), como as reuniões no zoom, a compra em massa de papéis higiênicos e até mesmo algum tipo de interação com seu vizinho do outro lado da rua pela janela.

Acredito que o maior pecado do filme tenha sido a sua divulgação. Vendido como uma comédia romântica sobre um grande roubo, o filme consegue se distanciar muito – muito mesmo – dessa proposta inicial. Até porque mais da metade do filme é dedicado ao desenvolvimento do casal, em como eles não conseguem se suportar (nem a si mesmos) e sua adaptação a esta nova realidade. O assalto em questão acontece apenas no terceiro ato do filme, e apesar de divertido, nem é a melhor parte dele.  

A maior qualidade de “Confinamento” é definitivamente o roteiro. Os diálogos rápidos, por muitas vezes sarcásticos, é o que dita o humor da trama, ainda que se passe em uma época tão difícil e conturbada. A dinâmica entre o casal, por muitas vezes agridoce e movida a intrigas, se desenvolve em pequenas metáforas e reflexões sobre quem eles são e o que eles querem do futuro, como pessoas e como um casal. Além de, é claro, como o isolamento mexe com todos e afeta suas ideias e pensamentos.

READ  SÉRIES | Divulgado descrição dos personagens e inicio das filmagens de Lanterna Verde

A trama acaba misturando o drama da situação mundial com a comédia da atual situação amorosa do casal, se tornando uma dramédia divertida, crítica em certos pontos da nossa sociedade (e como estamos reagindo a pandemia) e uma reviravolta agradável.

Ao fim, o filme se torna um bom divertimento, suas 1h40m passam rápido e isso dá graças a atuação de Hathaway e Ejiofor, que fizeram um tema tão sensível se tornar identificável e leve. O enredo se torna lento em determinados momentos, mas não sobrecarrega o espectador que tem algumas surpresas no ato final. 

“Locked Down” está disponível na HBO MAX.

Nota: 4,6/5

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Continue Reading

    Previous: FILMES | “A Barraca do Beijo 3”, o último filme da trilogia, tem seu trailer completo divulgado
    Rate article