3T Indica | Indicações da equipe da Tribernna para essa sexta-feira 13

Siga e Compartilhe:

Mais uma sexta-feira 13, a última desse caótico 2021, e mais uma vez venho aqui indicar produções de horror para você curtir nessa sexta gostosa. Já expliquei a simbologia da sexta-feira 13 neste texto aqui, junto da relação da data com o horror. 

No 3T Indica especial de hoje, contei com a colaboração de alguns membros da equipe da Tribernna, com as indicações das produções favoritas deles dentro do gênero. 

 

Bruna Berlitz

Pânico (Wes Craven), 1996.

Indicação da Bruna: “Oiee, segue meu filme de terror favorito: Pânico (o primeiro (1996) é perfeito, mas eu gosto de todos). É meu favorito porque desconstruiu a forma como eram feitos os slashers e criou um novo parâmetro. Ao mesmo tempo que também fez referências a outros filmes de terror, ele foi inovador ao brincar com certos clichês destas obras.”

Pânico não está em nenhum streaming.

 

Gilcimar Santos

Brinquedo Assassino (TomHolland), 1988.

Indicação do Gil: “Meu filme favorito (e que me gerou horas de insônia) é o Brinquedo Assassino, o primeiro da saga. Eu lembro que só de ver a chamada nos comerciais do SBT, eu já ficava em choque. O filme me fez ter pavor de bonecos, eu tinha um boneco do Bozo, que pela mente atormentada pelo Chucky, eu o vi andando pela casa várias vezes, e ainda hoje, depois de velho, volta e meia tenho pesadelos com bonecos.” 

READ  ANIMES | Telecine Fun exibirá maratona de Pokémon dia 27 de fevereiro

Você pode assistir Brinquedo Assassino (1988) no Prime Video.

 

Gladimir Carvalho

Sobrenatural (JamesWan), 2010-2018

Indicação do Glad: “Pra mim é a franquia Sobrenatural do James Wan, que eu acho infinitamente melhor que Invocação do Mal e coloca Hereditário pra m4m4r.” (Que fique claro que essa é a opinião do Gladimir e que aqui (eu) amamos Ari Aster com todo o coração.)

O primeiro filme da franquia está no catálogo do Prime Video.

 

Matã Marcílio

A Maldição da Residência Hill (Mike Flanagan), 2018.

Indicação do Matã: “A Maldição da Residência Hill é um dos raros projetos que mistura terror, drama e crianças. A identificação que ela cria entre o público e pelo menos um dos personagens é viciante: em cada episódio que conta a história de um dos irmãos deixa o espectador pulando na cadeira! Além disso, a atmosfera de terror muito bem construída por Mike Flanagan é capaz de deixar a gente roendo as unhas e desviando o olhar. Por fim, o drama perfeitamente inserido e amadurecido na trama é forte o suficiente para arrancar lágrimas e deixar o final dessa minissérie perfeita redondinho é imprevisível.”

Você pode assistir A Maldição da Residência Hill na Netflix.

 

Barbara Sales

Madrugadados Mortos (ZackSnyder), 2004.

Indicação da Babi: “Oi gente, eu sou a Babi e meu filme de terror favorito com certeza é Madrugada dos Mortos (2004) do Snyder, onde sobreviventes lutam por suas vidas presos em um shopping e rodeados de zumbis. O que eu mais gosto nesse filme é que ele foge de tudo o que hoje eu considero um bom filme de zumbi, acredito que seja a memória afetiva que tenho quando começo a assistir e abstraio tudo ao meu redor. A gente não sabe as origens do surto pandêmico, mas a ação começa nos primeiros 10 minutos de filme e só melhora até o final, a maquiagem e efeitos são maravilhosos para a época, lembrando que é um filme de 2004, então tem MUITO clichê idiota de filme de terror: objetificação da mulher, cenas desnecessárias de sexo, mas também não interfere tanto assim na trama. É filme que sempre acabo indicando no final das contas.” Você pode assistir Madrugada dos Mortos no Prime Video.

READ  FILMES | Ator confirma rumor sobre Caçador de Marte em Liga da Justiça Snydercut

 

Ludmilla Maia

O Mistério das Duas Irmãs (Thomas e Charles Guard), 2009.

Indicação da Lud: “Eu, particularmente, não tenho um filme de terror favorito. Ainda assim, vou indicar um filme de terror que me chocou e marcou bastante a minha adolescência, e foge um pouco das grandes franquias conhecidas. “O Mistério das duas irmãs” tem uma narrativa intensa e um enredo pra lá de criativo, ele consegue misturar diversos elementos do terror, como o sobrenatural e o mistério de um possível assassinato. Foi um filme que assisti, na época, sem pretensão alguma e que me prendeu do começo ao fim. Inclusive, acho que passarei minha sexta-feira 13 assistindo ele e me banhando da nostalgia aterrorizante.”

Infelizmente, O Mistério das duas irmãs não está em nenhum streaming.

 

Jessica Rodrigues

Midsommar (Ari Aster), 2019.

Minha indicação: “Meu filme favorito é o perturbador Midsommar, de Ari Aster. Para muitos, o filme é só bonito e meio sem sentido, mas para mim ele é cheio de significados (e realmente é). O filme inteiro, em cada cena, tem várias coisas acontecendo ao fundo, ele é inteiro uma obra de arte nos seus detalhes. O que seria apenas um chocante filme sobre o rolê errado, é sobre perda, saúde mental, superação do luto, sobre como relacionamentos bons se tornam tóxicos quando o amor não existe mais, términos e sobre o respeito sobre outras culturas. É lindo, mexeu comigo de um jeito que nenhum outro filme fez antes e acabou se tornando tão pessoal para mim, com uma interpretação tão particular, que sinto uma dificuldade enorme de escrever sobre ele (sério, meu texto sobre ele tá parado desde 2019!). Se tiverem a oportunidade, assistam a versão do diretor, os minutinhos a mais realmente fazem falta e seu tempo não será desperdiçado.”

READ  SÉRIES | Tico e Teco se aventuram em trailer inédito da próxima produção original Disney+

Você pode assistir Midsommar no Prime Video.

 

E aí, qual o filme de horror favorito de vocês? Gostam de algum dos filmes da lista? Deixem aqui nos comentários! 

 

Autor do Post:

Jessica Rodrigues

administrator

Darkzera do cerrado tocantinense, engenheira florestal, ilustradora botânica e médica de plantinhas; apaixonada por terror e romances boiolinhas, às vezes podcaster e, definitivamente, louca das plantas e dos gatos.

    Continue Reading

    Previous: K-NEWS | Netflix divulga trailer completo de “D.P Dog Day”
    Rate article