RESENHA | “Garotos Mortos não Contam Segredos” é promissor e um ótimo pontapé inicial para uma saga intrigante

Siga e Compartilhe:

O mais novo lançamento do autor nacional Mark Miller, “Garotos Mortos Não Contam Segredos” marca o começo de uma saga cheia de mistério, segredos, romance proibido e, é claro, morte(ou mortes?). 

Com a clara referência e inspiração a série Pretty Little Liars, Miller traz a história dos estudantes do Colégio Eastview Para Jovens de Elite, Tomas Minori e Mateus Armani que devem lidar com chantagens via mensagem de texto após presenciarem um assassinato. O livro, que é o primeiro de cinco a serem lançados, introduz a história sob a perspectiva de Tomas, um adolescente que vive em conflito com seus ideais e seu coração. 

Apesar de curto, em aproximadamente 70 páginas o autor consegue criar em uma ambientação introdutória um thriller impossível de prever o que vem a seguir. Há diversos elementos na narrativa que já causam uma surpresa ao leitor, como os próprios protagonistas e seu relacionamento conturbado, a história familiar de Tomas, que o pouco apresentado já se fez impactante o suficiente para querermos mais, e, além disso, as cenas que sucedem a morte principal em si. 

  • fan art de @arda.arts

  • fan art de @cidadeliterarialoja

Com uma escrita fluída, chega ser impossível não ler o livro de uma vez só. Miller não se estende mais que o necessário na descrição de ambientes, logo a leitura não é cansativa ou monótona, na verdade, o autor foca na construção da primeira impressão que temos dos protagonistas e da cidade em si. Os personagens bem construídos, em diálogos naturais e críveis, criam uma atmosfera conhecida e familiar, com alguns elementos que já vimos em PLL e até mesmo em Elite, porém, ainda assim, o autor cria algo surpreendente e realmente gostoso de se ler.

Vale mencionar que o livro é acompanhado de uma playlist no Spotify como uma ferramenta para ajudar ainda mais na imersão da história. Aos que amam ler ouvindo músicas relacionadas, ou que criem um ambiente propício a leitura mais imersiva, as músicas escolhidas remetem as obras pela qual o autor se inspirou ao criar este universo, traz familiaridade e…para ser direta, a seleção é realmente boa, você deveria conferir.

Ainda é cedo para fazer uma análise mais profunda na história, tendo em vista que estamos apenas no começo de um longa caminhada, no entanto é certo afirmar que de antemão é possível notar o grande potencial que a história carrega. Além de trazer elementos característicos de histórias recheadas de thriller, o livro ainda bebe de debates que envolvem a comunidade LGBTQIA+, como o conflito entre o medo e a paixão que compartilham juntos, mesmo que escondidos, e toda a tensão que o medo iminente de serem descobertos a qualquer momento e as terríveis consequências que podem ter.

“Garotos Mortos Não Contam Segredos” já está disponível na Amazon, custando apenas R$ 5,99, ou gratuitamente caso você tenha Kindle Unlimited. O segundo livro, “Garotos Mortos Não Contam Mentiras“, será lançado no dia 06 de setembro, e você já pode adquirir na pré-venda pelo valor de R$ 1,99.

 

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Continue Reading

    Previous: FILMES | “Maligno”, nova produção de James Wan, ganha novo trailer
    READ  ESPECIAL DC | Quem é Naomi? A super-heroína da nova série da CW
    Rate article