MÚSICA | Nicole Scherzinger é processada após ameaçar abandonar reunião das The PussyCat Dolls

Siga e Compartilhe:

Após ter anunciado a reunião da girl group dos anos 2000, The Pussycat Dolls, Nicole Scherzinger, a vocalista principal, parece ter se arrependido de alguns termos acordados inicialmente.

A reunião está suspensa, devido a pandemia do COVID-19, mas isso não significa que a reunião foi cancelada ou os acordos ignorados. De acordo com THR, uma ação foi movida no Tribunal Superior de Los Angeles na última sexta-feira, contra Nicole, que agora está ameaçando abandonar a grande turnê a menos que ela tenha dado uma participação majoritária e controle criativo completo no relançamento do grupo.

O processo (leia aqui) foi movido por Robin Antin, que fundou o grupo, e, em seguida, trouxe elas ao mainstream. O processo determinará o futuro do grupo, pois seu alvo é Scherzinger, sem dúvida a maior revelação de The Pussycat Dolls.

Seu advogado alega que perto do final de 2019 Robin e Scherzinger chegaram a um acordo para uma turnê de reunião do grupo e um novo empreendimento de negócios vinculados com a marca PCD. Scherzinger receberia 49%, porém “agora se recusa a participar da turnê“, afirma no processo, acrescentando que “exigiu renegociar os termos do acordo inicial“.

De acordo com o processo, Scherzinger agora quer ser uma dona de 75% com autoridade final de tomada de decisão, e ela está se recusando a participar da turnê de reunião a menos que ela consiga o que quer. E agora, como as datas da turnê não podem ser confirmadas, o Live Nation está exigindo $600.000 que colocaram no projeto.

O advogado de Scherzinger  não fez comentários sobre o caso.

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

READ  ANIMES | The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai) ganhará novo filme

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Continue Reading

    Previous: CRÍTICA | Desconexo e um desperdício de elenco, “Cinderela” tenta modernizar o clássico
    Rate article