FILMES | Filme animado da Mulher Gato ganha trailer

Siga e Compartilhe:

A Warner Bros. Entertainment liberou o novo trailer de seu próximo filme de animação Catwoman: Hunted. O filme é estrelado por Stephanie Beatriz (Brooklyn Nine-Nine) como Batwoman, Elizabeth Gillies (Dynasty) como Mulher-Gato, Jonathan Banks (Better Call Saul, Breaking Bad) como Máscara Negra, Keith David (Pitch Black) como Tobias Whale e Kirby Howell- Baptiste (The Good Place) como Barbara Minerva.

O trailer em si é uma aventura deliciosa da Mulher-Gato, a ladra mais famosa do mundo. A certa altura, ela é presa pela Interpol e recebe uma oferta irrecusável. Eles concordam em limpar sua ficha e fazer seus mandados de prisão pendentes desaparecerem se ela puder se infiltrar e desestabilizar uma ameaça muito maior: o Leviathan Crime Syndicate. O resto do trailer está cheio de piadas de gatos, vilões exagerados e muito claramente define o enredo anti-herói dos personagens.

Veja o Trailer:

O filme parece seguir uma estética de anime, o que é uma variação bem-vinda do conhecido estilo dos desenhos animados da DC, que começaram a ter a mesma aparência.

Várias telas de texto são espalhadas intermitentemente pelo trailer de 90 segundos. O primeiro slogan diz “quando a maior ladra do mundo se tornar a mulher mais procurada do mundo, as garras aparecerão”. O outro slogan do filme que é apresentado no trailer diz “parar 10 vilões lendários leva um anti-herói com nove vidas”. Não temos certeza se os escritores não conseguiram decidir sobre um slogan oficial e decidiram colocá-los no mesmo trailer apenas para ver qual funciona melhor – mas se eu conseguir uma votação, acho que o último é um pouco um pouco mais cativante.

Mulher-Gato: Hunted está atualmente em pós-produção. Os fãs podem esperar que o filme seja lançado em 2022. 

Autor do Post:

Gilcimar Santos

administrator

Estudante de Jornalismo, que adora escrever o que pensa. Consumidor assíduo de cultura pop e filmes de terror, com personalidade baseada na mistura de Fernando Pessoa e Edgar Allan Poe. Quero Café!

    Continue Reading

    Previous: CRÍTICA | “Halloween Kills: O Terror Continua” é uma ponte para a promessa de um final épico
    Rate article