RESENHA | “As Infinitas Possibilidades de Tudo Dar Errado (No Casamento)” e a atenção aos detalhes

Siga e Compartilhe:

É complicado escrever quando ainda não paramos de sorrir pensando no livro. É assim que eu ainda me sinto pensando em “As Infinitas Possibilidades de Tudo Dar Errado (No Casamento)”, da escritora Isabelle Maciel, que conseguiu me deixar ainda mais apaixonado pelos protagonistas Larissa e Rafael.

Em uma resenha anterior, de “As Infinitas Possibilidades de Tudo Dar Errado (No Natal)”, eu falei da dinâmica do casal, de como eles funcionam bem, mesmo sendo diferentes. Em “No Casamento”, isso é ainda mais palpável, mais humano. É possível ver como eles são ainda mais naturais.

Uma coisa em particular que eu gostei muito na escrita da Isabelle Maciel foi o destaque aos personagens secundários, mesmo aqueles que só apareceram uma vez. Todos têm nome. Isso me passou uma ideia de que a autora quis destacar cada uma das pessoas que passou pela história, dando a elas suas devidas importâncias. Eu, simplesmente, amei isso. Não “uma manicure”, uma “depiladora”, mas pessoas com nomes reais.

Não li tantas comédias românticas brasileiras AINDA, assim como não li tantas internacionais, admito. No entanto, posso falar com tranquilidade que as nacionais estão me chamando muito mais a atenção. Não sei se por proximidade com o nosso território, com a minha ideia de amor ou sei lá, mas são mais dinâmicas, divertidas, gostosas, agradáveis de serem lidas. Assim pode ser resumido “As Infinitas Possibilidades de Tudo Dar Errado (No Casamento)”.

Para quem não leu, vale demais a leitura. É leve, fácil de ser lido, proporciona sorrisos largos, risadas sinceras e causa suspiros verdadeiros. Está disponível em ebook na Amazon. Como sempre, abaixo um trecho do livro:

READ  SÉRIES | Minissérie de Boba Fett começará a ser filmada na próxima semana

“O amor é isso: doar seu tempo, mostrar que se importa. Naqueles pequenos detalhes mesmo, meio bestas, mas que significam tudo”.

Autor do Post:

Henrique Schmidt

administrator

O louco dos livros, filmes, séries e animes. Talvez geek, talvez nerd, talvez preguiçoso, mas com certeza jornalista

    Continue Reading

    Previous: RESENHA | “As Infinitas Possibilidades de Tudo Dar Errado (No Natal)” é curto, dinâmico e apaixonante
    Rate article