RESENHA | Katerine Grinaldi em dose dupla neste Halloween

Siga e Compartilhe:

A cultura popular brasileira é permeada de lendas urbanas. Algumas com várias versões, outras que são ignoradas no nosso dia a dia. A autora nacional Katerine Grinaldi, porém, resolveu dar vida às suas versões da popular lenda “A Mulher de Branco” e dos ainda mais conhecidos cartazes “Amor em Três Dias“.

Em dois contos únicos, por meio da sua perspectiva, Katerine narra a sua ficção baseada nas histórias. De maneira rápida e direta, a autora mantém os leitores presos do início ao fim, curiosos com o formato dessas lendas. Para dizer o mínimo, Katherine consegue surpreender.

Em “A Mulher de Branco“, Katerine utiliza o conhecimento popular para dar o pontapé inicial na história: uma bela mulher, vestida totalmente de branco, pedindo carona à beira da estrada durante a noite. Como sempre, homens infiéis buscam abusar dela. A partir daí, os detalhes introduzidos pela autora ganham espaço e vida, entretendo pela nova leitura sobre a lenda.

Já em “Amor em Três Dias“, Katerine utiliza os cartazes, bastante populares no Rio de Janeiro, nos quais há promessas de trazer o amor para a vida da pessoa em três dias. No entanto, na história da autora, conhecemos o que poderia ter iniciado a lenda, falando um pouco mais sobre a mulher que realizaria essa “simpatia”.

Gostei bastante de ambas as histórias. Em “A Mulher de Branco“, o que me prendeu foi o motivo apresentado pela autora para que a protagonista agisse daquela forma. Foi interessante, belo até, ver a lenda por essa perspectiva.

Por outro lado, “Amor em Três Dias” me ganhou por ter dado um “corpo” a esses cartazes espalhados pelos muros do Rio de Janeiro. Por mais que pensemos em simpatias ou qualquer outra forma de, talvez, encantos, não paramos para pensar em uma possibilidade de história para essa “profissão”.

READ  SÉRIES | Zack Snyder gravou cena do Flash através de vídeo conferência

Ambos os contos são de rápida leitura. Admito que li os dois ontem, no avião, rapidamente. No entanto, a partir do momento que comecei, não consegui parar. “A Mulher de Branco” e “Amor em Três Dias“, de Katerine Grinaldi, são pedidas certas para serem lidos neste Halloween.

Autor do Post:

Henrique Schmidt

administrator

O louco dos livros, filmes, séries e animes. Talvez geek, talvez nerd, talvez preguiçoso, mas com certeza jornalista

    Continue Reading

    Previous: ENTREVISTA | Com muito bom humor, Thays Deratani revela inspiração para “A Chave dos Desejos” e fala do “Deraverso”
    Rate article