RESENHA | “Contra Todas As Probabilidades Do Amor” é uma montanha russa de emoções intensas

Siga e Compartilhe:

Lançado pela Faro Editorial aqui no Brasil, em 2018, “Contra Todas As Probabilidades Do Amor” traz Zander como a protagonista do livro que nos guia em uma jornada quase que espiritual, em meio a jovens adolescentes que carregam consigo uma dose dramática tão intensa quanto a história.

Rebekah Crane nos ambienta em um acampamento para “jovens desajustados”, onde nossa protagonista é enviada contra sua vontade. Apesar de estar contra gosto, Zander acaba formando um grupo de amigos – Grover, Alex e Cassie – que são completamente diferentes um do outro, mas compartilham da dor de estarem quebrados por dentro. O livro acaba sendo essa jornada, não com rumo a uma melhora instantânea dos personagens, e sim da aceitação de que eles realmente precisam de ajuda.

Em suas 240 páginas, Crane nos saboreia com uma ambientação perfeitamente fácil de digerir. Sem enrolar ou enfeitar demais a sua narrativa, a autora consegue criar o acampamento de forma tão fluída que se você se esforçar um pouquinho você consegue sentir o cheiro das árvores que Zander menciona ao fim. É aconchegante, convidativo e acolhedor, como um acampamento deve ser.

O ponto mais forte do livro é definitivamente o mistério que ele conduz o passado de cada personagem, nos dando apenas migalhas do que realmente aconteceu com cada um, alimentando a nossa curiosidade e apego ao personagem. Ao fim, confesso que a história de Zander não me impactou tanto quanto eu esperava, ainda mais existindo uma personagem como Cassie, tão complexa, caótica e quebrada. Ainda assim, o que salva de fato é o laço que as duas desenvolvem, em um relacionamento conturbado, a amizade surge em um terreno onde nunca havia sido plantado uma gota sequer de amor.

READ  GAMES | Rockstar anuncia GTA The Trilogy – The Definitive Edition com versões melhoradas de GTA III, Vice City e San Andreas

O relacionamento entre Zander e Grover é daqueles que dá borboletas no estômago ao ler. Vivendo o típico casal adolescente, que compartilham primeiras vezes, os dois são um caminho alternativo para o desabrochamento da protagonista, que se descobre, se aceita e se expande com a ajuda do personagem mais carismático do livro. 

Apesar de ter uma escrita fácil de ser lida, Crane aposta em frases impactantes e emblemáticas, daquelas que vão deixar você pensando por horas, refletindo e depois adaptando para sua própria vida. Eu mesma, que não sou uma adolescente norte americana, acabei me enxergando em determinados conselhos ou discursos, que atingem um público bem mais amplo que o nicho juvenil. A qualidade da autora em ampliar seu radar apenas com uma escrita suficientemente emocionante é algo que deve ser enaltecido nesse livro.

“Contra Todas As Probabilidades Do Amor” faz você rir, chorar, ficar com raiva e depois se compadecer com todos os personagens. O apego é imediato, a história faz com que você seja inserido por completo na trama que é intensa, dolorida e necessária de se compreender.

 
Avalie a produção!

Autor do Post:

Ludmilla Maia

administrator

25 anos. Criadora e uma das fundadoras da Tribernna, escrevo pra internet desde 2016. Amo podcast como amo cultura asiática e heróis. Nas horas vagas, concurseira e bacharel em direito.

Um dia eu te conto o que significa o nome “Tribernna”.

    Continue Reading

    Previous: TRI CULT | “O que terá acontecido a Baby Jane?” o verdadeiro terror é o esquecimento?
    Rate article