3T INDICA | 8 livros para ler no “maio nacional”

Siga e Compartilhe:

No dia primeiro de maio é comemorado o dia da literatura brasileira, e por esse motivo o mês inteiro tem se tornado um ponto extra para divulgar e enaltecer ainda mais o nosso mercado literário, que tem se tornado cada dia mais diverso e rico.

Pensando nisso separei 8 livros nacionais para te ajudar a encontrar a sua próxima leitura e ainda contribuir para a propagação dos nossos autores.

Confira abaixo a seleção:

Porem Bruxa – Carol Chiovatto

Ísis Rossetti é uma bruxa. Seu trabalho é monitorar crimes envolvendo forças sobrenaturais na cidade de São Paulo. Apenas esses. As regras são claras: se não houver magia envolvida, ela não pode intervir. Mas em meio ao caos sufocante da cidade, a vida dos comuns está constantemente em perigo. Não há como não ajudar. Tudo se complica quando, em meio a duas investigações extraoficiais, Ísis recebe uma missão de uma divindade. Ela precisa então reviver questões pessoais que preferiria manter enterradas no passado, guardadas a sete chaves por seus amigos, enquanto tenta lidar com os vigilantes olhos do Corregedor.

READ  “Deixe a Neve Cair” para que tudo aconteça

Céu sem estrelas – Iris Figueiredo

Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide ir passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento. Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo  e com a instabilidade de sua própria mente.

Nova Jaguaruara – Mauro Lopes

Um antigo e curioso evento acontece todos os dias em Nova Jaguaruara, uma pequena cidade no interior do Ceará: à meia-noite, as luzes se apagam e a cidade cai na escuridão por exatamente um minuto. Vicente e sua equipe de trabalho chegam à cidade para estudar as condições para a instalação de torres de energia eólica na região e, quem sabe, resolver o estranho problema de queda de energia. O que eles não sabiam, entretanto, é que a cidade esconde uma terrível história relacionada ao desaparecimento de pessoas desde o início do século XX. A única coisa de que são alertados desde o primeiro dia é o fato de não poderem se aproximar de uma igreja abandonada na beira da estrada, um pouco afastada de Nova Jaguaruara. Infelizmente, o aviso não é o suficiente e logo Vicente e sua equipe encontram-se presos nos terríveis mistérios da cidade.

O caso Laura – André Vianco

Abalada pela doença do pai, Laura encontra um pouco de consolo na amizade com Miguel, um homem com quem conversa diariamente em um banco de praça e cujas palavras funcionam como um bálsamo para seu coração dilacerado. O que a jovem não sabe é que seu amigo está sendo observado por Marcel, um detetive particular contratado por um cliente misterioso que se preocupa com ela e desconfia que há algo errado. Paralelamente, acompanhamos a história de Alan, um investigador da Polícia Civil que nunca se recuperou da morte da mulher, assassinada durante uma troca de tiros em plena rua. Suspeito de quatro homicídios, o policial está na mira da Corregedoria e é observado de perto por Gabriela, a bela agente encarregada de verificar se ele é mesmo culpado.

READ  FILMES | Novas imagens inéditas de “Resident Evil: Bem-Vindo à Raccoon City” são divulgados

O destruidor de mundos – Vinicius Oliveira Rocha

Marc Jones faz uma visita ao Museu de Arte Moderna com os Hicks, para sua surpresa, porém, uma série de eventos cada vez mais bizarros o leva a descobrir ser um guardião, alguém que pode manipular algum dos quatro elementos. Mesmo decidindo guardar isso para si, Marc acaba sendo forçado a decidir seu destino quando as consequências dessa descoberta acabam afetando aqueles próximos a ele. Agora, como tantos outros novos guardiões, ele irá estudar na prestigiada escola de St. Thomas, a mais renomada do mundo guardião. Entre novas amizades e surpreendentes inimizades, o garoto vai se dando conta de que sua ligação com este mundo é mais antiga do que pressupunha, e que sua vida e das pessoas que ama possui segredos sombrio

Olhos D’água – Conceição Evaristo

Em Olhos d’água Conceição Evaristo ajusta o foco de seu interesse na população afro-brasileira abordando, sem meias palavras, a pobreza e a violência urbana que a acometem. Sem sentimentalismos, mas sempre incorporando a tessitura poética à ficção, seus contos apresentam uma significativa galeria de mulheres, ou serão todas a mesma mulher, captada e recriada no caleidoscópio da literatura em variados instantâneos da vida? Elas diferem em idade e em conjunturas de experiências, mas compartilham da mesma vida de ferro.

De repente adolescente – Vários autores

A chegada da adolescência vem sempre acompanhada de momentos que podem marcar nossas vidas para sempre. Afinal, é nessa época que começamos a pensar em quem somos e o que queremos para o futuro, além de nos darmos conta de que, às vezes, a vida simplesmente foge do controle. Nesta antologia, Camila Fremder, Clara Alves, Iris Figueiredo, Jim Anotsu, Julie Dorrico, Keka Reis, Luly Trigo, Olívia Pilar, Socorro Acioli e Vitor Martins narram com honestidade experiências típicas do início da adolescência — a mudança de escola, a separação dos pais, o despertar de um sentimento inesperado, o amadurecimento às vezes precoce… O resultado são contos diversos, que emocionam, fazem rir e promovem a reflexão ao mostrarem que, mesmo que a adolescência venha de repente, a gente sempre acaba se encontrando no meio do caminho.

READ  SÉRIES | DISNEY+ dedica final da S2 de The Mandalorian ao Jeremy Bulloch

Casos de família – Ilana Casoy

Ilana traz para seus leitores o mistério desvendado de comentários no calor dos acontecimentos e descobertas. Além de acompanhar passo a passo o rumo das investigações e julgamento dos assassinos que romperam a linha da lei e do sagrado, os sentimentos e dúvidas da autora ficam agora expostos ao público. Em “Arquivos Richthofen” o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos ― as contradições e os erros decisivos; a distância de Suzane ao relatar os fatos, o descontrole de seu namorado Daniel na reprodução simulada do crime, os depoimentos e técnicas de investigação da polícia, dos médicos legistas, peritos e especialistas, que não deixaram outra alternativa aos culpados que confessar os assassinatos brutais.

Avalie a produção!

Autor do Post:

Yara Lima

administrator

Uma das fundadoras da Tribernna, estudante de comunicação social, nordestina e periférica. Divide o tempo entre ler, dormir e escrever por ai!

    Continue Reading

    Previous: RESENHA | “Em Águas Profundas” irá conquistar seu coração em uma aventura com personagens apaixonantes
    Rate article